Sessão Ordinária

por don publicado 09/11/2016 11h03, última modificação 09/11/2016 11h03
Sessão Ordinária neste dia 27 de Outubro.

Aos 27 do mês de Outubro, esta Casa Legislativa esteve reunida em Sessão, sob a Presidência do Vereador José Nilton, e dos Vereadores presentes: Erinaldo, Janduí, Francisco Juraci e Maria Lobo. O Vereador Janduí questionou a data para apreciação do orçamento, já que o projeto está na Casa não adianta ficar protelando para o final do ano, o Presidente disse que pensa em trazer os contadores da Câmara e da Prefeitura para que se aprecie a matéria, espera que até 20 de novembro a matéria esteja votada, afora esta, a Câmara precisa apreciar três relatórios de contas, pedido pelo TCE. O Vereador Erinaldo disse que a preocupação do legislador é além da esfera municipal, nós não vemos as pessoas cobrando do governo como cobravam da presidente Dilma, disse que o governo do PT mudou o tratamento ao nordeste, a classe trabalhadora, não se pode botar a culpa no partido dos trabalhadores, outros partidos que sempre estiveram no poder nunca deixaram as investigações avançarem, os representantes das elites como o Senador Ronaldo Caiado, o nordeste melhorou, nossos parlamentares a maioria deles que dizem ser nordestinos mais não são, disse que não é do quanto pior melhor, a oposição tem que ser correta. Janduí voltou a falar que, quem deve tem que ser preso, essa crise que está ai com demissões não é porque se quer demitir, é porque precisa, não adianta falar, o PT governou o pais por treze anos com roubalheira e incompetência, perdoando empréstimos do BNDS de cinco bilhões dos seus companheiros, enquanto o pobre agricultor tem que pagar, até mesmo os descendente de pessoas que já morreram, e ressaltou quem dever que pague, o Presidente destacou que houve os bons momentos do governo de Lula, o que ninguém sabia era o quanto iria se pagar, um pais que não gera emprego não tem como se sustentar, a corrupção atinge vários partidos não é só o PT, mais o PT foi o protagonista, quem financia o estado é o mercado, não adianta se não tiver mercado também não existe Estado.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.